Atualidade, cão-guia, Estados Unidos

Viajando para Orlando com a Delta Airlines

Normalmente viajo com companhia aérea nacional e dessa vez queria testar outra, até para ver como seria o procedimento com a Hilary. Fiz cotação com algumas cias aéreas americanas e quando entrei em contato com a Delta Airlines gostei bastante do atendimento e facilidade para embarcar com cão-guia.

Liguei várias vezes (foi realmente várias!) até decidir a data da viagem, os atendentes me ajudavam a buscar pelo melhor preço, sempre bem atenciosos! Apenas uma vez não gostei da atendente, não foi muito simpática e foi meio grossa. Uma coisa que achei legal também é que o preço da passagem é o mesmo no site e por telefone, em outras cias aéreas nacionais é cobrado taxa de serviço quando pesquisado por telefone.

Para sair do Brasil com a Hilary é necessário um documento chamado “Certificado Zoosanitário Internacional” onde um veterinário do Ministério da Agricultura diz que o animal está sadio para entrar no país de destino, cumprindo as exigências de cada país. Expliquei esse procedimento em outro artigo que você pode ler clicando aqui.

Documentos e malas em mãos fomos para o aeroporto bem cedo pois, além de ser uma viagem internacional que precisamos chegar com antecedência, teria o procedimento da Hilary no check-in que sempre é demorado. E para nossa surpresa foi tudo extremamente rápido! Entreguei a documentação da Hilary e a atendente nem questionou nada, despachou nossas malas e em coisa de no máximo 10 minutos já estávamos liberadas, ADOREI!

Como a viagem seria longa, mais ou menos 9 horas, preferi viajar a noite por causa de horário de banheiro da Hilary, como não tem como ela fazer no avião, faço todo um preparativo para que ela só sinta vontade quando chegar no destino, e a noite também é o horário que em casa estaria dormindo, então não teria nenhum problema com isso.

Quando comprei a passagem informei que embarcaria com cão-guia e solicitei um assento com mais espaço, que tenho direito sem custo adicional por viajar com cão-guia. Ou liberam o assento com mais espaço ou reservam 02 assentos.

Como contei no artigo “Um jeito diferente de conhecer Orlando“, viajei com minha mãe. Ao entrar no avião vimos que reservaram um assento que só cabia 02 pessoas e sem chances de caber um cachorro ali, fizemos a reclamação e o comissário de bordo fez de tudo para nos reacomodar e viajamos nos assentos do centro que cabem 03 pessoas, Hilary viajou no meio das duas.

Foto da Hilary deitada no chão do avião 

Não gostei muito do atendimento a bordo, a comissária responsável pelo meu lado era americana, mais seca. Mas de modo geral a aeronave era muito boa e o voo foi bem tranquilo.

Uma coisa que senti falta foi que em momento algum vieram me passar o procedimento de segurança, não sei se não o fizeram por eu estar acompanhada, mas normalmente os comissários me perguntam se conheço o procedimento e me mostram individualmente, fazendo eu tocar em todos os botões e me mostrando onde fica tudo.

Como voamos a noite foi servido jantar e café da manhã, até que foi razoável. No jantar oferecem 3 opções de prato (salada, massa ou frango). No café da manhã vem um pão meio gelado, acho que poderia ser quente, acompanha também polenguinho, chocolate, bolacha cream cracker e mini saladinha de frutas.

Possui uma boa variedade de filmes, porém todos em inglês e sem legenda, podia ter opções de filmes dublado e ter legenda.

No retorno ao Brasil foi tudo rápido também! A atendente era brasileira, o que facilita na comunicação para quem não fala inglês. A bordo tive o mesmo problema com o assento, por sorte o mesmo comissário da ida estava na volta também e como o avião estava mais vazio ele reservou praticamente uma fileira inteira para mim, fiquei sozinha nos 3 assentos e minha mãe no do lado sozinha onde tem 2.

A comida da volta não gostei, o jantar era lasanha que não consegui comer direito pois estava apimentada (não curto nada com pimenta) e o café da manhã também estranho, uma fatia de queijo e um muffin que estava gostoso, mas acho que não combina com café da manhã…rs.

O voo da volta foi bem tranquilo também e nossas malas chegaram intactas!

Como é muito comum o golpe da cesaria nos aeroportos, pegamos uma mala com a Rent A Bag, confesso que não sabia que existia esse serviço de aluguel de malas, os conheci em um grupo do Facebook sobre Orlando e achei o máximo! Eles entregam a mala higienizada em casa, é da Samsonite, que são bem resistentes e vem com o cadeado embutido na mala, isso evita o golpe, além da mala eles vendem um kit com 5 lacre bags para colocarmos em nossas malas. É bom porque não ocupa espaço em casa, tem a segurança das nossas coisas chegarem do jeito que despachamos e a despreocupação caso danifiquem as malas pois as deles possuem seguro.

Os leitores do blog possuem preço diferenciado na locação! É só acessar através do link abaixo e nos campos Agência e Agente colocar “4 Patas pelo Mundo“.

Alugue malas com a Rent A Bag

 

Apesar do problema que tive com os assentos gostei de voar com a Delta, achei menos burocrático do que voar em cia aérea nacional e tudo aconteceu muito rápido, desde check-in até embarque e desembarque.

 

Já viajou com a Delta? Conte como foi sua experiência! Qualquer dúvida deixe nos comentários! 😉

Aguardem mais posts sobre Orlando!

Enquanto isso acesse nosso canal no Youtube que já tem alguns vídeos sobre Orlando! Nos acompanhe também nas redes sociais, Facebook e Instagram, lá já possui várias fotos que foram postadas durante a viagem!

 

Leia também:

Um jeito diferente de conhecer Orlando

Aluguel de malas de viagem

“Eu viajo… Você embarca… Juntos outra vez em mais um aprendizado!”

Reserve seu Hotel com a nossa parceira Booking.com!



Artigo anterior Próximo artigo

Veja também:

Deixe uma resposta

1 comentário

  • Reply Andrea Hernandes de Oliveira 17/08/2017 at 15:59

    Otimas informações!!! 😀